Cursed (2005)

Este filme resulta de mais uma parceria entre o argumentista Kevin Williamson e o Realizador Wes Craven, após a trilogia Scream. Estava, por isso mesmo, com algumas expectativas. Não muitas, mas algumas.

A verdade é que Cursed – Amaldiçoados em português – não passa além do razoável. Detém algum humor característico de Williamson, mas a trama é banal. Craven consegue tornar tudo um pouco mais interessante, por vezes, mas logo a seguir afoga-se em planos repetitivos reveladores de preguiça. Parecia que queriam despachar…

Tudo se passa em Los Angeles. Dois jovens têm um acidente de carro onde são atacados por uma criatura. Um deles, começa a desconfiar que a criatura que os atacou só pode ser um lobisomem. Mais para a frente chegam á conclusão que só matando o lobisomem é que podem evitar a sua transformação nessa criatura mítica.

Onde ficou a inteligência e a irreverência mostradas na trilogia Scream, senhores Williamson e Craven? Não, a sério, onde? É que nesta fita somos totalmente subestimados! Ou então era dirigido para quem nunca viu um filme de terror. A cena inicial em que as raparigas vão á vidente e esta diz para elas terem cuidado com a lua, que ele se alimenta sob a lua… O facto do cão começar a ladrar logo depois dos jovens terem sido mordido pelo lobisomem… Ok, não precisamos de cenas já vistas imensas vezes.

Ninguém no elenco se destaca, pois parecem andar todos em piloto automático. A banda sonora é fraca, o CGI e os efeitos especiais manhosos e, para além do que já referi em relação ao argumento, acrescento que é totalmente previsível.

Cursed é mais um filme de terror para adolescentes que aborda a temática dos licantropos. Apesar de tudo de mau que tem, não é horrível e dá para assistir tranquilo num dia da semana. Tivessem Williamson e Craven trabalhado mais e melhor no filme, e poderíamos estar na presença de uma boa surpresa.

Realizador: Wes Craven/2005

Joanie: I guess there’s no such thing as safe sex with a werewolf.

5/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

1 thought on “Cursed (2005)”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s