Scream (1996)

Scary Movie seria o nome deste filme de culto dos anos 90, não fosse a Miramax ter sugerido Scream. Por ironia do destino, ou talvez não, surgiria mais tarde Scary Movie que, entre outros, gozava á brava com este filme. A história é básica: Assassino, que aqui usa um fato de carnaval, quer matar rapariga adolescente. Muito resumidamente é isto!

O argumento de Kevin Williamson é, no entanto, muito mais que a simplicidade com que resumi os acontecimentos. Vamos a 4 pontos que penso serem importantes referir:

Em 1º lugar, o assassino aqui é uma pessoa normal; não é um monstro nem ninguém com força sobre-humana. Ele fala com as vítimas antes de as matar. Aliás ele faz jogos com elas, como adivinhar a personagem de certo filme de terror. O que nos leva a outro ponto genial do filme: o humor! Scream possui um humor negro, macabro, original, insano até! O acto final, então, é glorioso nestes aspectos. Em 3º lugar temos Wes Craven que deixa a sua marca bem vincada na realização. O último ponto é referente á auto-ironia do filme. Ele goza explicitamente com várias regras comuns á maioria dos filmes de terror, para logo depois seguir essas mesmas regras.

Para terem um noção da loucura que envolveu este filme, imaginem que Wes Craven (para além de fazer um cameo delicioso vestido á Freddy Krueger), disse que a actriz principal seria Drew Barrymore. No entanto a personagem que Drew interpreta morre nos primeiros 10 minutos de filme (num prólogo inicial fantástico, diga-se de passagem) Imagino a cara de surpresa de quem foi ao cinema…

Para os mais atentos, irão encontrar muitas referências a clássicos do cinema de terror. Kevin Williamson brincou com o género, mas é inegável que ele pisava terreno seguro. Muito do sucesso vem do seu argumento. E a prova disso foi que o pior filme da trilogia não teve a sua mão…

Scream tem sido considerado por muitos como um dos melhores filmes de terror de sempre. É violento com um humor negro, e satiriza o género em que se insere como ninguém! Foi o responsável pela explosão de filmes de terror teens, como Sei o que Fizeste no Verão Passado ou Mitos Urbanos. Gerou 2 sequelas e mais uma trilogia que está para vir (eu quero ver!). Facturou milhões no Box-Office, ou seja, criou um culto. É um filme que merece ser visto, sim senhor. Foi uma ventania de originalidade num género muito desgastado. Recomendado!

Sidney Prescott: You sick fucks, you’ve seen one too many movies!
Billy: Now Sid, don’t you blame the movies, movies don’t create psychos, movies make psychos more creative!

8/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

12 thoughts on “Scream (1996)”

  1. Pingback: Cursed « 35mm
  2. Epa, nao comparem a bosta que foi Scary Movie com Scream… Eu sou daqueles que acha um dos melhoes filmes de terror de sempre!
    A trilogia manteve uma qualidade assinalável, mas o 1º terá sempre um lugar especial… A forma como o humor é conduzido, brincando com os próprios filmes de terror é muito boa!

    Gostar

  3. Devo dizer que este tipo de filmes não são para mim. Não é pela violência que transmitem até porque eu sou muito macho (lol) mas sim porque não gosto deste género de filmes. As histórias destes filmes são sempre iguais… claro que umas são mais bem conseguidas que outras, mas não passa disso. Pouco argumento e muito terror é o lema destes filmes. Nada contra, claro… são apenas gostos… e eu não gosto!
    Abraço!

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s