Joker: a tragédia de ser Arthur

For my whole life, I didn’t know if I even really existed. But I do, and people are starting to notice. Arthur Fleck Aqueles que se sentem sozinhos e isolados vão sentir uma ligação forte com Arthur. Especialmente quem sofrer de algum tipo de distúrbio e que passa os dias a tentar combate-lo. Esses vãoContinue a ler “Joker: a tragédia de ser Arthur”

Annihilation: onde está a Área X?

Como filme “independente” está bom. Como adaptação do livro bastante fraco. Eu detesto comparar adaptações, mas senti-me extremamente desiludido pela opções que Garland tomou. O filme tem os seus momentos, é verdade. Alguns deles particularmente perturbadores e visualmente espectaculares, mas falta ali muita substância, muita metafísica, muita introspecção, muita estranheza e, por mais incrível queContinue a ler “Annihilation: onde está a Área X?”

The Babysitter: mastiga e deita fora

Desde o início que The Babysitter não tem problemas em mostrar o que pretende transmitir: pouca complexidade, muito exagero e nonsense, boas doses de piadas adolescentes e muita tensão sexual no ar. Na verdade, acho que o público alvo deste filme é mesmo os adolescentes com menos de 16 anos embora o filme seja paraContinue a ler “The Babysitter: mastiga e deita fora”

Rogue One: a rebelião baseada na esperança

A minha relação com Star Wars é semelhante a um encolher de ombros. Talvez tenha chegado demasiado tarde ao franchise mas, como expliquei aqui mais detalhadamente, a força não está comigo. De qualquer maneira, sinto quase sempre curiosidade em ver um novo filme da saga e nem sei bem porquê. Talvez seja a minha menteContinue a ler “Rogue One: a rebelião baseada na esperança”

Top 5 – Filmes de 2017

Eu sabia que este ano tinha visto poucos filmes, mas quando fui ao meu Letterboxd deparei-me com uns incríveis e patéticos 8 filmes adicionados por mim. Uma loucura, ora digam lá! Foi mesmo um 2017 produtivo no que concerne ao cinema. Curiosamente, parece que não fui o único a padecer do mesmo mal. Bem, vistoContinue a ler “Top 5 – Filmes de 2017”

It: eu gostava de ter flutuado

Este filme começa muito bem: boa atmosfera, boa cinematografia, uma criança que cativa quem está a ver e um encontro terrífico que ela tem com um palhaço. Os diálogos são bons e existe uma sensação genuína de terror e suspense elevada ao máximo com os trejeitos e voz ameaçadora do vilão do filme. Não estavaContinue a ler “It: eu gostava de ter flutuado”

Jim & Andy: The Great Beyond : o ator e o homem

Um documentário onde se dá uma “espreitadela” pela forma como um dos melhores atores da sua geração viveu e interpretou Andy Kaufman num dos melhores filmes dos anos 90, “Man o the Moon“. Terá sido Andy Kaufman um génio incompreendido ou um idiota? Se calhar um pouco de ambos. A verdade é que Jim CarreyContinue a ler “Jim & Andy: The Great Beyond : o ator e o homem”

A Janela indiscreta de Stan Romanek

Um dos meus maiores medo é estar deitado na minha cama a fazer uma qualquer atividade mundana, e reparar num extraterrestre a espreitar pela janela. Não consigo sequer imaginar o que sentiu Stan Romanek quando aconteceu isso mesmo. Para os fã de Ovnilogia, aconselho vivamente “Extraordinary: The Stan Romanek Story“, um documentário disponível no NetflixContinue a ler “A Janela indiscreta de Stan Romanek”