Cabin Fever (2002)

Este filme de Eli Roth foi uma verdadeira experiência! O pior é que a experiência foi bastante má. Em alguns momentos surreal, devo dizer, pois não queria acreditar o que se estava a passar no ecrã do meu LCD.

Após ter experienciado o fraco Hostel, eis que vejo algo ainda pior. Sinceramente, custa-me a acreditar como é possível que este filme tenha sido lançado nos cinemas. Mas enfim.

Acompanhamos as férias de um grupo de jovens que alugam uma cabana num qualquer sítio recôndito. Esses jovens acabam por apanhar um vírus devorador de carne e rapidamente tudo fica fora de controle. Começa uma luta pela sobrevivência.

Eli Roth, que faz um cameo absolutamente parvo e desnecessário (aposto que fumou toda aquela erva enquanto realizava a fita), brinda o espectador com a mais pura da estupidez durante a maior parte do filme. Estou a falar de cenas que fazem jus á expressão what the fuck? E o apogeu dá-se quando um rapaz que parece uma rapariga  (e que passa os dias sentado num banco a morder as pessoas que se sentam ao lado dele) grita panquecas e desata a fazer kung fu parvo com direito a slow-motion e tudo.Mas o que é isto? A sério, alguém percebeu?

Por vezes somos tratados como ignorantes, como quando Roth mostra um cadáver infectado na água – dá logo para perceber que a água ficou contaminada – , para depois fazer um travelling a acompanhar as tubagens que levam essa água até a cabana onde estão os “nossos” jovens instalados. E a seguir mostra a tabuleta a dizer Reservatório de água! Enfim, how dumb can we get?

O elenco é fraco, com personalidades absolutamente insanas. Um deles diz que vai caçar esquilos porque são gays. Outra esta infectada e a morrer, mas decide fazer a depilação… Enfim, um sem número de situações que não lembram a ninguém.

Não consigo recomendar este filme a ninguém. É muito fraco.

Bert: God damn it! What pancakes, you fuck?

3/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

2 thoughts on “Cabin Fever (2002)”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s