Vampire Hunter D – Bloodlust

Vampire Hunter D – Bloodlust conta a história de um Dampiro, uma criatura que nasce da união entreum vampiro e uma humana, que dedica a sua vida a caçar vampiros. Um dia, ele, e um grupo de mercenários, são contratados para encontrar a filha de um homem abastado, que diz que a sua filha foi raptada por um poderoso vampiro. Rapidamente tudo se torna uma corrida contra o tempo, pois a recompensa monetária é enorme mas, a dada altura, o Dampiro apercebe-se que a rapariga não foi raptada. Ela parece ter fugido com o Vampiro de livre vontade…

Ora aqui está uma animação que fala de um dos temas que me suscita curiosidade: os vampiros. Vampire Hunter D é brilhantemente animado, com desenhos cuidados, animações fluídas e é dotado de um ambiente negro, gótico, completamente adequado á mitologia em questão.

Para além da qualidade dos desenhos, o filme tem uma história e personagens bem interessantes. Acreditem que a sinopse só mostra um pouco do que se vai passar. Tem muita violência, pois claro. Alguma até exagerada, bem ao estilo anime. Mas também tem bastante coração e alma! E isso apanhou-me de surpresa. Ainda para mais quando tudo, é muito bem feito.

Acho que é uma óptima proposta para quem fôr fã de animes (principalmente quem gostar de vampiros e ambiente gótico), mas também acho que agradará a uma grande maioria de cinéfilos. Dêem uma espreitadela. Penso que irão gostar.

8/10

Respostas de 3 a “Vampire Hunter D – Bloodlust”

  1. Confesso que sou muito reticente relativamente a conteúdos que envolvam vampiros. Enquanto a representação passava pelo lado demoníaco e negro dos vampiros eu até aceitava algumas obras, quer pela forma como retratavam os vampiros e mesmo as histórias que chegavam a ser bem elaboradas. No entanto, tudo isto mudou, e nos ultimos tempos assistimos a vampiros que namoram com humanos, filmes para miúdos de 13 anos com vampiros, vampiros amigos, vampiros queridos ou vampiros “fixes”! Bah! isto tudo é treta, uma jogada de marketing das produtoras para conquistarem novos públicos. Quanto a mim os vampiros perderam toda a piada neste formato! é como se a sexta feira 13 passa-se a ser dia de sorte!

    Gostar

    • Então não vejas este filme, Msilva, pois contém alguns temas que referiste…

      Concordo e não concordo contigo. É verdade que os vampiros foram “adaptados” ao mundo moderno. Crepúsculo é uma prova enorme disso e, apesar de achar o filme uma parvoíce, passa-me ao lado.

      Existem adaptações interessantes para ver. Temos é que saber procurar.

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s