O Terceiro Desejo: Bruxos, monstros e feiticeiras

O Terceiro DesejoConheço Andrzej Sapkowski e os seus livros por causa da série de videojogos da CD Projekt RED. Este “conheço” é relativo, uma vez que não joguei nenhum dos jogos e, por isso mesmo, não sabia nada da história dos mesmo.

Só “conhecia” os nomes, e que havia bruxos, monstros e uma ambientação mais medieval.

Na verdade, comprei o livro “O Terceiro Desejo“, por ter curiosidade em saber se o material de origem de uma saga que vende como pâezinhos quentes, tem alguma coisa de especial.

O livro está dividido em diversos contos/pequenas aventuras intercalados  com momentos mais introspectivos da personagem principal que se chama Geralt De Rívia.

Geralt é o que se chama um Bruxo, alguém que tem como profissão caçar, entender e, eventualmente, matar os diversos monstros que habitam no seu mundo.

No livro testemunhamos alguns dos trabalhos de Geralt, ao mesmo tempo que vamos conhecendo melhor as suas motivações e entendendo a sua personalidade e forma de estar.

Confesso que não estava a achar nada de especial o livro mas, à medida que me fui aproximando do final, Geralt foi-me cativando cada vez mais.

A escrita de Andrzej é simples e as ideias fáceis de entender. É como se estivéssemos a ler um conto antigo, repleto de fantasia, ainda que devidamente modernizado.

Andrzej tem sempre alguma pequena reviravolta nos contos e consegue manter sempre um certo nível de suspense na forma como conduz as aventuras de Geralt. Não falta também acção, humor e muita fantasia.

As personagens têm bastante carisma e dei por mim a querer saber mais sobre Geralt  e do mundo repleto de monstros em que vive.

Para ser sincero, nem todas as aventuras de Geralt me cativaram da mesma forma, confesso, mas no geral gostei do livro e irei, provavelmente, comprar a continuação.