Eu tenho uma relação sadomasoquista com American Horor Story

É verdade, a minha relação com American Horror Story é sadomasoquista!  E eu até gostei dessa relação na primeira e na segunda temporada, mas nas seguintes começou a tornar-se mais insuportável que agradável.

Continue a ler “Eu tenho uma relação sadomasoquista com American Horor Story”

Começou o freak show

AHS Freak Show

Começou recentemente a quarta temporada de American Horror Story (AHS). A minha primeira reação foi de pura indiferença. Gostei bastante da primeira temporada, a segunda nem tanto, mas a terceira minou toda a minha confiança no futuro da série.

A verdade é que AHS, para mim, tinha-se perdido em clichés, exagero e tinha-se tornado numa confusão de histórias que, de terror, tinham muito pouco.

Continue a ler “Começou o freak show”

Algo sobre o regresso de Fringe, The Walking Dead e American Horror Story

Três das quatro séries que vou acompanhando (a outra é Game of Thrones), regressaram para mais uma temporada e, como nem tenho atualizado frequentemente o estaminé, decidi tecer algumas considerações acerca das mesmas.

FRINGE

Das três séries, Fringe é a que me tem deixado mais expectante, uma vez que esta temporada será a última. A hora das despedidas de personagens que tenho acompanhado há algum tempo está a chegar, e isso é sempre marcante.

Dois dois episódios já lançados, os maiores destaques vão para o clima de guerra que se vive com os observadores e para a nova personagem, a filha de Olivia e Peter.

Continue a ler “Algo sobre o regresso de Fringe, The Walking Dead e American Horror Story”

American Horror Story

Esta primeira temporada desta série da autoria dos mesmos criadores de Nip/Tuck e Glee, foi uma surpresa extremamente agradável. Insana, imprevisível, magnética, confusa ás vezes, mas sempre capaz de prender quem está a ver deixando-o ansioso pelo próximo episódio.

Estes primeiros treze episódios de uma série que promete vir a tornar-se num fenómeno de popularidade, caso continuem com a mesma forma irreverente de contar uma história, giram em torno de uma família que se muda para uma casa, digamos que, bem assombrada.

Sem querer revelar muito mais da história, até porque é muito boa e com algumas surpresas deliciosas, posso ainda dizer que, caso se sintam confusos com o primeiro episódio ou em algum momento, não se preocupem que o novelo irá ser desenrolado até tudo ficar claro no final.

Continue a ler “American Horror Story”