Celeste: uma jornada até ao coração da montanha

Confesso que não sabia nada acerca deste jogo até começar a ler diversas opiniões positivas. Confesso, também, que já o terminei há umas semanas atrás. Provavelmente toda a gente já conhece os encantos da pequena Madeline, mas enfim, fica aqui mais uma opinião positiva de Celeste.

Mais vale tarde do que nunca, não é verdade?

Este jogo da Matt Makes Games é mais um indie de plataformas disponível para várias plataformas. A versão que joguei, aliás, ainda jogo, é a da Nintendo Switch. É um jogo extremamente divertido, muito preciso e que exige bastante habilidade e perícia.

Controlamos uma rapariga chamada Madeline, que parte numa jornada em direção ao topo de uma montanha chamada Celeste. Nessa jornada, Madeline, irá encontrar imensos obstáculos, conhecer amigos e enfrentar os seus próprios demónios.

O estilo visual deste indie é muito bonito. Pode-se dizer que a eshop está recheada de jogos com um estilo semelhante – pixel art – mas Celeste consegue destacar-se com cenários bonitos, muita personalidade e charme.

A jogabilidade e o visual combinam muito bem em Celeste. Nota-se que foi um projeto que teve muita dedicação e paixão.

A banda sonora ajuda a tornar a experiência ainda mais agradável.

Para minha surpresa, o jogo contém uma história interessante. Para além dos saltos, desvios, saltos e mais saltos, os responsáveis quiseram dar uma personalidade ao conjunto de pixels que são apresentados no ecrã.

Não é que seja uma história profunda, devo dizer, mas cumpre bem o objetivo e acabamos por sentir uma motivação extra para chegar ao fim e terminar a jornada de Madeline

Para quem gostar de plataformas precisas e desafiantes, tem em Celeste uma excelente opção. O jogo é difícil, mas não chega a ser frustrante. Até porque os níveis são pequenos e se perdermos uma vida recomeçamos imediatamente.

Na Nintendo Switch Celeste torna-se, muito rapidamente, num vício. É só ligar e jogar. É ótimo para para passar o tempo.

Eu adorei o jogo. É para mim um dos melhores indies disponíveis na loja digital da Nintendo. Na verdade, um dos melhores em qualquer loja digital.

Sobre Ricardo JM Vieira

Vibro mais do que gostaria pelo Benfica, cinéfilo de corpo inteiro, fotógrafo de ocasião, destruidor de koopas e bokoblins, devorador de séries, leitor de fantasia, geek e nerd, não necessariamente ao mesmo tempo. Ah, e apaixonado por animais.
Esta entrada foi publicada em Geek com as etiquetas , , , . ligação permanente.