Falei aqui da primeira temporada e devo dizer que a minha opinião é mais ou menos a mesma em relação à segunda. Todos os ingredientes que fizeram de Stranger Things um sucesso, continuam presentes.

Achei que as personagens continuam cativantes, a banda sonora mantém a sua excelência, todo o ambiente tipicamente característico dos anos 80 está bom e recomenda-se e a história é suficientemente interessante.

Talvez tiraria algum background que foi dado à Eleven, mas compreendo que tenham tentado “humanizar” mais a jovem. No entanto, pareceu-me que os episódios centrados em Eleven eram os mais aborrecidos e aqueles que destoavam do resto que ia acontecendo.

Acho que a força de Stranger Things reside no grupo, nos caça-fantasmas, e no dinamismo que eles todos juntos trazem.

Espero pela terceira temporada com alguma expetativa.

ps: não sei bem porquê, mas achei esquisito ver a Eleven com aquele cabelo.

Publicado por Ricardo JM Vieira

Vibro mais do que gostaria pelo Benfica, cinéfilo de corpo inteiro, fotógrafo de ocasião, destruidor de koopas e bokoblins, devorador de séries, leitor de fantasia, geek e nerd, não necessariamente ao mesmo tempo. Ah, e apaixonado por animais.

2 comentários a “A segunda temporada de Stranger Things”

Os comentários estão fechados.