Leonard Nimoy

Leonard Nimoy intitulou a sua segunda autobiografia «I Am Spock» mas, na verdade, foi bem mais que Spock.

«Vida longa e próspera». É, talvez, a primeira coisa a surgir nas nossas mentes, quando recordamos Leonard Nimoy. A frase (e o gesto que a acompanha), dito por Spock em «Star Trek», é uma das mais famosas do cinema.

O gesto tão característico, difícil de imitar sem o devido treino, foi uma criação do próprio Nimoy.

Para além do gesto e da frase, Leonard Nimoy prosperou de diversas formas.

Na escrita, notavelmente como poeta, na música com vários álbums lançados, na realização e na fotografia.

Foi, portanto, um homem das artes. Antes de ser Spock e depois também. Leonard Nimoy teve, sem dúvida, uma vida longa e bem próspera. Faleceu aos 83 anos, deixando um legado para além do cinema.

Antes de nos deixar, partilhou no Twitter: «Uma vida é como um jardim. Momentos perfeitos podem ser alcançados mas não preservados, exceto na memória.»

Arte de Andy Marlette

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s