Ginger Snaps (2000) / Ginger Snaps II: Unleashed (2004)

Ginger Snaps

Vi estes dois filmes há duas semanas, e tenho adiado escrever algumas palavras acerca deles. Por falta de vontade, principalmente. No entanto, acho que merecem algumas linhas, uma vez que foram filme que me surpreenderam.

Não é que sejam extraordinários, ou coisa que se pareça, mas têm algo de diferente e interessante. Uma certa aura de filme de culto de série B.

Portanto, Ginger Snaps conta a história de duas irmãs adolescentes com laços muito fortes. Ginger, a ruiva e Brigitte, a morena. Ginger é a mais velha e mais extrovertida, enquanto Brigitte é a mais nova e calma.

Ambas partilham a mesma ideia de serem diferentes e que a vida não vale muito a pena e blá, blá, blá. Enfim, características comuns em muitos jovens “rebeldes”.

Certo dia, Ginger e Brigitte deparam-se com um animal estranho. Na verdade, é uma besta mitológica, um lobisomem. A besta morde Ginger, infetando-a.

A partir dali, é uma corrida contra o tempo, para ambas. Ginger começa a manifestar comportamentos estranhos, demasiado sexuais diga-se, e a transformar-se aos poucos numa criatura terrível.

Nada de muito surpreendente, mas a história é cativante. A ligação entre as duas irmãs é muito bem explorada e existe um humor bem acutilante, polvilhado com momentos bem gráficos e doentios.

Ginger Snaps II

É uma abordagem algo diferente ao género de terror com lobisomens. Se formos a ver, é uma metáfora para a chegada do período nas jovens mulheres e na forma como elas lidam com todas as transformações no seu corpo, e com as hormonas que começam a ficar descontroladas. Parece um bocado meh, mas até não é.

Depois tem o charme de ser um filme de baixo orçamento. Os efeitos especiais não são digitais e têm aquela marca de serem chungosos, mas sem o serem em demasia.

Um bom filme. Os protagonistas são adolescentes, mas é bem violento. Palavrões, sangue em doses industriais, sensualidade por todos os lados. Enfim, digamos que não é PG13.

A sequela mantém a mesma qualidade. Aliás, acho que consegue ser melhor. A história continua interessante e acutilante. Faz ligação com o primeiro e tem alguns momentos muito bem realizados.

É mais negra e assustadora. Os efeitos especiais também foram melhorados, continuando a não serem digitais e a terem o charme do baixo orçamento. Mas levaram um upgrade.

São dois bons filmes. Não são nenhuns clássicos, mas não me lembro de ter ficado tão agarrado a um filme de lobisomens nos últimos tempos. Ainda por cima protagonizado por adolescentes.

★★★★★★★☆☆☆

imdb trailer / imdb trailer

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

1 thought on “Ginger Snaps (2000) / Ginger Snaps II: Unleashed (2004)”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s