Lonely Souls, em Twin Peaks

Lonely Souls

A minha jornada por Twin Peaks tem sido fantástica. A primeira temporada, que falei aqui, foi marcante e a segunda (ainda nem a meio vou), vai pelo mesmo caminho. Talvez falarei dela mais á frente, quando terminar de ver os 22 episódios.

O que me fez vir aqui ao 35mm” escrever, foi o sétimo episódio, Lonely Souls. Ainda está tudo muito fresco na minha cabeça, mas o episódio é bem capaz de ter entrado diretamente para o pódio dos meus favoritos.

Brilhante, terrífico e assombroso. Especialmente os últimos dez minutos. Incrivelmente surreal, com tanto ambiente, que me senti preso no fascinante mundo criado por David Lynch e Mark Frost.

Tanta qualidade. Tanta genialidade. Estou maravilhado.

Twin Peaks caminha, a passos largos, para se tornar numa das minhas séries favoritas de todos os tempos.

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

2 thoughts on “Lonely Souls, em Twin Peaks”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s