Em 10 anos, o Facebook mudou tudo

Facebook

No dia 4 de Fevereiro de 2004  era fundada a rede social thefacebook. Inicialmente disponível apenas para os estudantes de Harvard, cresceu de tal forma, que atualmente possui 1,2 mil milhões de utilizadores. Mais de 40% dos utilizadores de Internet possuem conta nesta rede social.

Os fenómenos das redes sociais não começaram com o Facebook. Quem se lembra do Hi5 ou do MySpace? Antes dos termos “faz um like”, ou da pergunta “tens facebook?”, que muita gente andava a partilhar os seus gostos pelo oceano digital da Internet.

Antes e depois do Facebook

Windows Live Messenger
RIP Messenger

Antes da massificação do Facebook, que era usual utilizar-se o MSN Messenger para se conversar e os blogues pessoais proliferavam. Em todas as conversas que tinham como tema a Internet, surgiam as frases “vai ao Google” ou “pesquisa no Google“.

Agora, o que se vê, é toda a gente a falar do Facebook. Toda a gente a olhar para o seu feed de notícias, seja em casa, ou através do telemóvel. O Google já não é tão mencionado, o MSN Messenger foi descontinuado pela Microsoft, os blogues perderam relevância e o Hi5 e Myspace foram esquecidos.

Quer se queira quer se não queira, existe um antes e depois do Facebook. É tão simples assim.

O fenómeno está de tal maneira enraizado, que é anormal não se ter um perfil na rede social. Está tão enraizado, que começa a criar fenómenos modernos associados ao vício.

Junta-te ao vício

O Phubbing é um desses fenómenos. Já não se presta tanta atenção ás pessoas e é muito normal em convívios, em cafés, seja onde for, que se prefira ir ao Facebook de dez em dez minutos, do que conversar. É como um  impulso involuntário. Não se podem perder as novidades. Nem pensar.

Arte de StanislavPetrov
Arte de StanislavPetrov

O desespero em obterem-se os famosos likes, é outro. Não interessa  o conteúdo do que se publica, nem importa se se está a invadir a privacidade de alguém. O mais importante é obter o famoso like.

É o desejo inerente a todos, de serem reconhecidos. É como um grito digital: “Ei, eu estou aqui. Por favor, faz um gosto na minha publicação. Preciso de saber que alguém está comigo.

E , para isso, criam-se grupos de centenas de amigos, mesmo que muitos deles sejam desconhecidos. É uma popularidade falsa, mas que ajuda a alimentar o egocentrismo de cada um.

Têm-se levantando imensas questões em redor se, realmente, existem benefícios em se usarem as redes sociais. A verdade é que nunca estivemos tão ligados – ainda que virtualmente – entre nós.  O Facebook não é, por si só, um mal na sociedade. A sua finalidade até é bastante útil. Talvez o problema esteja nas pessoas que o usam.

zuckerberg

De qualquer maneira, não se pode ignorar o fenómeno. Bem ou mal utilizado, o Facebook já faz parte da vida de muita gente. No meio disto tudo,  quem vai enchendo os bolsos é Marck Zuckerberg.

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

6 thoughts on “Em 10 anos, o Facebook mudou tudo”

  1. Os blogues perderam relevância, sim. Já na altura era difícil alimentar um blogue com comentários, hoje em dia se estivermos à espera de retorno para debate, mas vale estarmos sentados. Hoje a maioria dos blogues são fantasmas. As pessoas preferem comentar tudo o que têm a comentar no facebook, porque é mais rápido e mais prático e não precisam de sair de um único lugar. E quando menos esperarmos, o facebook já passou de moda e esta realidade foi novamente ultrapassada.

    Cumps.
    Roberto Simões
    CINEROAD.blogspot.pt

    Gostar

    1. Se o Zuckerberg continuar a adaptar o facebook ás exigências modernas, penso que teremos o facebook por muito mais tempo. Ainda assim, os blogues. mesmo fantasmas, continuam a ser palco de grandes e boas informações.

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s