The Evil Dead

Depois de ter visto The Evil Dead, dei comigo a pensar o quão estranho era saber que, o mesmo gajo que fez este festival de demência gore humorística, também era o responsável pela trilogia Spider-Man!

Na verdade, até se podem tirar analogias engraçadas com este filmes. Se um demonstra a irreverência e respira “marca de autor” por todo o lado, os outros são mais contidos e feitos para agradarem o maior número possível de pessoas.

Até Drag Me To Hell, que foi um suposto regresso ao estilo que tornou Raimi famoso, é bem mais ligeiro e pensado nas audiências. Se bem que este último tem, de facto, algumas das características deliciosas de The Evil Dead.

Este filme de 1981, foi feito com um orçamento absurdo, por um realizador muito novo, ansioso, imagino eu, por mostrar os seus dotes enquanto realizador. Apesar de ter uma história bastante simples, e atuações do elenco, digamos que, medianas, tornou-se rapidamente num sucesso e num filme de culto.

A história segue um grupo de amigos jovens, que vão para uma cabana no meio de um bosque na localização de nenhures. O objetivo seria o mesmo de tantos outros grupos de jovens, ou seja, beber álcool, fazer sexo e parvoíces. O problema, é que eles descobrem um livro antigo com inscrições assustadoras. Ao que parece, é possível acordar os mortos…

Então, o que tem este filme de especial, para que se tenha tornado num filme de culto?

Ás vezes, não é preciso ter grande coisa. Alguns filmes, que granjearam estatuto de culto, não têm basicamente nada de muito diferente, mas The Evil Dead tem.

E mereceu ganhar esse estatuto!

Pelo facto de ser um realizador jovem e com vontade de mostrar serviço, Raimi é, por detrás da câmara, um one man show! Não, a sério, a forma como ele filmou e criou ambiente foi fenomenal.

Não teve medo de utilizar o filme como laboratório e utilizou diversas técnicas que, apesar de tornarem o filme ainda mais único no seu estilo, também podem dar um sentido de experimentalidade exagerada. Ainda assim, Raimi foi engenhoso na forma como filmou.

O humor presente no filme é outro dos pontos de destaque, assim como a violência praticada. Temos desmembramentos, muito sangue e várias cenas repulsivas até. O filme é muito, muito violento, mas o humor presente torna-o mais suportável.

Se bem que por vezes, esse humor é um bocado macabro. Aham, cena da violação no ínicio do filme. Aham, kudos especiais para a entidade demoníaca que está presa na cave e que está ali só para azucrinar aqueles jovens.

O estatuto de culto e a legião de fãs que ganhou, compreende-se perfeitamente.

Mas, The Evil Dead sofre, quanto a mim de vários problemas. As atuações medianas, os efeitos especiais algo datados, algumas incongruências na história onde a maior é não se saber porque raio Ash não fica infetado, o fato de ser over the top em alguns momentos e, para mim o maior, é ser algo inconsistente e desequilibrado.

No entanto, tudo isso faz parte do charme natural do filme.

Não sei, é como se fosse um filme feito á pressa, com materiais rudimentares e sem noção do que queria verdadeiramente ser, mas que, por ser um projeto claramente pessoal, contém traços de genialidade, de desequilíbrio, de loucura, de experimentação e de uma irreverência muito própria.

Não é para todos, mas The Evil Dead mereceu ganhar um lugar na história do cinema. Como fã de terror e de cinema, seria algo parecido a este filme que gostaria de ter feito como meu primeiro.

Poster TED

★★★★★★★★☆☆

Why have you disturbed our sleep; awakened us from our ancient slumber? You will die! Like the others before you, one by one, we will take you.

imdb trailer

4 thoughts on “The Evil Dead (1981)

  1. Referes o que une a trilogia Spiderman ao Evid Dead, e além do realizador Sam Raimi, também está o Bruce Campbell, actor principal do Evil Dead em diversos cameos nos 3 filmes da trilogia…
    Quanto ao Evil Dead… acho que nunca vi nenhum… mas como vem aí um remake, um dia destes tenho de lhe botar as mãos (leia-se os olhos).

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s