Será um kamehameha do Goku?

Para além de ter sido um espetáculo tão magnético como assustador, o meteorito que se desintegrou a escassos metros do chão, na Rússia, já desencadeou teorias que o o fenómeno foi um aviso e que o fim do mundo está próximo.

Para além do mais, a religião católica tem estado em alvoroço pela ”desistência“ do Papa que culminou, imagine-se, com um raio – outro fenómeno espetacular – a atingir a cúpula da Basílica de S. Pedro, como se Deus estivesse zangado e decidisse largar a sua fúria numa descarga elétrica.

Blá, blá, blá! É o que isto se trata! Paleio sem fundamento, fomentado por meios de comunicação sensacionalistas e alimentado por pessoas que, através do medo, conseguem encher os bolsos.

O que aconteceu foram fenómenos normais. Apenas não muito usuais.

A renúncia do Papa foi apenas a segunda da longa história da religião católica, mas não é motivo de alarme. Ratzinger viu que não conseguia executar as suas funções nas melhores condições e saiu. Tão simples assim.

Será mesmo necessário que os papas permaneçam no cargo até morrerem? Não será melhor, quando assim o entenderem, que passem o testemunho a alguém mais jovem e com mais capacidade de passar a mensagem da religião católica? Sendo assim, não terá sido uma decisão de bom-senso?

O trovão, que atingiu a Basílica horas depois Trovão basílica S. Pedrodo anúncio, não se trata da fúria de Deus ou coisa parecida. Foi apenas uma coincidência. Ficará como um momento simbólico na história da religião católica. E deu-se, porque as condições atmosféricas proporcionaram esse momento espetacular que, por acaso, foi captado em fotografia.

A queda do meteorito é algo que pode ocorrer, pois o planeta Terra faz parte do Universo onde incontáveis ”pedaços de rocha“ vagueiam á solta. Aliás, o nosso planeta é constantemente bombardeado por esses pedaços de rocha. O problema é que o pedaço de rocha que atingiu a Rússia era um bocadinho maior que o costume, e não se desintegrou ao entrar na atmosfera terrestre.

Pois, não estamos livres de levar com um bicho desses e passar á história! Perguntem aos dinossauros.

Já diz a minha a minha avó que o fim do mundo é para quem morre. E é bem verdade! Vocês acham mesmo que, perante a imensidão do Universo, somos tão importantes ao ponto de termos alguém pronto a acabar connosco para mal dos nossos pecados? Não se esqueçam que somos um pixel, um ponto azul no meio de tantos outros.

Estamos sujeitos ao fim. Isso estamos. Daqui a uns tempos podemos levar com um cometa, ou então o Sol passar-se da tola e mandar uma tempestade solar. Até podemos sofrer um nova era glaciar, ou o planeta Nibiru surgir no horizonte. Se calhar, um ser de barbas brancas pode acordar chateado e decidir largar a sua fúria num planeta pequenino.

Mas, até lá, não acreditem em tudo o que ouvem. E não alimentem essas histórias sensacionalistas.

2 thoughts on “Mais um fim do mundo!

Os comentários estão fechados.