Aqui está o filme mais irreal, mas também o mais cativante, que estreou até agora!

Não vale a pena pensar muito no impossível de certas situações. Quem o fizer, bem pode passar á frente e escolher outro filme. Para aqueles que não se importam de ser “manipulados”, ou de outra maneira, para aqueles que não ligam muito ao ser fiel á realidade ou não, e só pretendem passar um bom bocado, poderão ter um boa experiência com The Grey.

The Grey é um survival movie, em que a paisagem de fundo é o Alaska e os “vilões” são lobos com dentes afiados e olhos de fogo. A estrela de serviço é Liam Neeson (Taken, The A-Team, Unknown), e o realizador é Joe Carnahan (The A-Team).

Liam Neeson tem-se afirmado nos últimos tempos como um ator badass do piorio. Aqui não foge á regra e a sua prestação é bastante cativante. Chegamos ao fim da fita a torcer para que a sua personagem sobreviva de uma forma bem intensa.

Aliás, nem é só por ele que torcemos. Joe Carnahan conduz a história de uma forma bem interessante, caracterizando aquele grupo de sobreviventes com sensibilidade (bons momentos dedicados ás mortes de cada um) e, de facto, ficamos preocupados com o destino deles todos.

E isso é de elogiar, uma vez que nem todos os filmes são assim. Aliás, muitos deles, atualmente, falham precisamente nesse aspeto. Sim, existe uma ligação entre nós e eles. Essa empatia é uma das mais valias aqui.

A banda sonora é outro dos aspetos positivos, pois consegue dar ainda mais ênfase a momentos específicos.

Agora, e como referi logo no início, The Grey é incrivelmente irrealista. Se até aceito que houvessem sobreviventes do acidente de avião, custa-me a crer que eles depois conseguissem sobreviver a temperaturas muito baixas (negativas até), durante 2 ou 3 dias. Isto apenas com a ajuda de pequenas fogueiras.

Não me parece também que alguém salte de um penhasco para se agarrar a um pinheiro e fique em muito bom estado.

Como se não bastasse andar ao frio durante muitas horas, ainda se consegue sobreviver ás aguas gelados de um rio ( não sou especialista, mas creio que isso daria para apanharmos logo uma hipotermia grave).

E como raio surgiram logo os lobos após aquela queda quando atravessavam o penhasco é que ainda estou para perceber. Quanto aos lobos, também me parece que eles não atuem assim (a não ser que não comam há um mês).

Mas pronto. Quem não ligar a estes pormenores que veja o filme, pois quase de certeza que irá ficar satisfeito.

Vale pelas prestações do elenco, pelas belíssimas paisagens e por diversos momentos de ouro que Joe Carnahan nos dá (especialmente o momento em que o confronto final se aproxima que, apesar de não agradar aos adeptos dos finais felizes, é bem intenso e envolvente).

Ottway: Once more into the fray. Into the last good fight I’ll ever know. Live and die on this day. Live and die on this day.

imdb trailer

7/10

[themoviedb] [themoviedb] [imdb]

One thought on “The Grey (2011)

  1. Ontem finalmente parei para descansar e por acaso foi este filme que escolhi!! Nem sabia que ele estava aqui presente! 🙂

    Bom, na generalidade sou da opinião do que referes Ricardo. No entanto, sobre ser irrealista pelas explicações que ele dava era bem possível! O lobo tem várias características de vida em grupo únicas para animais irracionais, mas, lá está, também não sou nenhum perito nem de perto.

    Quanto ao salto, esse sim, foi pena! Acabaram por estragar o filme. Não só o salto foi irreal como a própria corda de roupas! se fosse a descer ainda eu era capaz de acreditar, agora assim não!

    Sobre a emotividade transmitida esse é o prato forte. Por isso mesmo recomendo a verem. Sem dúvida que nos faz sentir na pele. E se for ouvido com um bom sistema de som e estivermos com cabeça para entrar no “jogo” apresentado pelo realizador, sem dúvida que é algo que é bastante bom neste filme.

    Bom, já me alonguei! Abraço e continuação! 😉

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s