Depois de um marketing agressivo, em que eram apregoadas inúmeras maravilhas acerca da nova série de Ficção-Científica da FOX, nomeadamente nos efeitos especiais que seriam revolucionários (para uma série televisiva) e no abuso do nome Steven Spielberg (um dos produtores executivos), eis que a poeira começa a assentar.

E não parece assentar muito bem. Pelo menos a julgar pelas críticas não muito favoráveis.

Quanto a isso não me posso pronunciar muito mais, uma vez que ainda só tive oportunidade de ver o primeiro episódio. Um episódio, que mais parece um filme, pois dura, mais ou menos, 1h30m.

De qualquer maneira este piloto, que fica muito longe de, por exemplo, o fabuloso piloto de LOST, consegue agradar e manter quem está a ver interessado. A premissa, em suma, conta a história de um planeta Terra moribundo no ano 2154, sem grande futuro. Mas, e como é apanágio de quase todos os futuros apocalípticos, a espécie humana consegue descobrir uma solução para evitar a sua extinção.

A solução é um bocado ortodoxa, e consiste em enviar grupos de pessoas (convenientemente chamadas de peregrinações), através de um portal que fará com que elas recuem 85 milhões de anos no tempo! O objetivo é começar de novo, nem que para isso o tenhamos que fazer no meio de Dinossauros!

Sim, leram bem, Terra Nova terá Dinossauros com fartura. O elenco de Terra Nova

A premissa, já por si só, é bastante curiosa. No entanto, foram adicionados mais alguns condimentos para que a receita, no final, tivesse mais sabor. Dois condimentos saborosos, pelo menos por agora, foram a adição da clássica seita ou grupo de renegados que não concordam com os objetivos por trás da construção da Terra Nova; e a adição de símbolos misteriosos feitos ninguém sabe por quem, antes dos primeiros humanos terem chegado aquela época.

O drama familiar estereotipado, mas enfim, até necessário para cativar mais pessoas, não aquece nem arrefece. Pelo menos por enquanto.

Achei um bom episódio de uma série que promete ter uma boa mitologia. É pena estar a receber criticas negativas, pois penso que tinha, ou tem, bastante potencial. Veremos se irei gostar dos próximos episódios.

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s