Steve Jobs, um visionário

Não tenho nenhum produto da Apple e não sou um particular fã da sua política extremamente rígida. No entanto, concordo que a empresa criou uma espécie de religião – que conta com milhões de fãs, e alguns bem obcecados – com muito mérito.

Steve Jobs foi um dos grandes responsáveis, certamente o maior, por ter levado a companhia a ser a mais valiosa do mundo. A sua visão extremamente perfeccionista para os produtos mostrou ao mundo que os aparelhos eletrónicos podiam ser produtos de orgulho.

Como disse, e muito bem, o Marco do Bitaites, «Antes de Steve Jobs, o computador era um eletrodoméstico; depois de Steve Jobs, passou a ter a dignidade de um móvel. E é este o seu principal legado.»

A fotografia em baixo marca um momento extraordinário e terá sido um dos momentos mais emotivos de Steve Jobs, partilhado com a sua esposa Laurene.

Tirada após a Keynote de 6 de Junho, a sua última keynote, congela no tempo a satisfação, o orgulho, a dedicação e o amor que um homem teve pela forma como idealizou um ecossistema eletrónico extremamente sofisticado, apetecível, de excelência e que, atualmente, marca as tendências num negócio muito competitivo.

Falta referir a importância que este homem teve no sucesso da Pixar, pois foi um dos poucos que acreditaram na companhia, quando atravessava tempos conturbados.  Mais uma prova que a sua visão antecipava a de todos os outros.

Mas, e como seria Jobs como pessoa? Fora da sua querida Apple. Este discurso fantástico dá uma pequena ideia de como seria o homem, antes do visionário.

A certa altura, Jobs disse, «Estamos cá para deixar uma marca no universo. Senão, para que estaríamos sequer aqui?» E a verdade é que a sua, já ficou.

5 Comments

  1. Um prazer ter lido este texto de alguém que também não sou fã, até porque não tenho nenhum produto Apple, mas que o considero um marco na história, pelo menos história digital!

    Muita coisa seria diferente sem ele, ou pelo menos demoraria muito mais tempo a termo-la!

    Abraço

    Gostar

  2. Belíssimo artigo, Ricardo. Compreensivo, bem articulado e de grande focagem no mérito deste senhor. Uma grande senhor do qual o mundo se vê agora privado da sua existência. Well done, Ricardo!
    RIP Steve Jobs.

    Obs: não te vou aqui colocar o meu “stream de spam” de apple fanboy… mas deixo o meu artigo publicado logo após ter sabido da noticia.
    http://armpauloferreira.blogspot.com/2011/10/rip-steve-jobs-co-fundador-da-apple.html

    Gostar

    1. Acredito que sim, pelo menos nestes anos iniciais. Jobs deixou um ecossistema sustentável por ele próprio.

      Contudo, Irá chegar uma altura em que se pedirá inovação novamente e aí, a Apple poderá tremer…

      Gostar

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s