Raiders of the Lost Ark (1981)

Estamos em 1936 e Indiana Jones é um arqueólogo que, quando não está dar aulas, parte em busca da aventura, dirigindo-se a locais remotos em busca de artefactos antigos. Fá-lo, não pelo dinheiro, mas porque acha que esses artefactos merecem ser encontrados e expostos em museus, para que toda a gente os possa admirar.

Após mais uma dessas aventuras, mais concretamente na América do Sul em que recolhe uma estátua dourada, Indiana Jones é contratado para procurar por um dos objetos mais cobiçados de sempre.

O problema é que o arqueólogo, equipado com o seu chicote, terá a oposição dos Nazis, pois Hitler é obcecado pelo oculto e pela mitologia e julga que quem encontrar e possuir o tal objeto, será invencível! Ah, o objeto é a Arca da Aliança, que segundo rezam as lendas, tem no seu interior os 10 mandamentos que Abraão leu no monte Horeb, mas também um poder extraordinário capaz de dizimar exércitos.

UM CLÁSSICO DO GÉNERO QUE MANTÉM TODO O SEU CHARME
Raiders of the Lost Ark é um clássico do cinema e uma aventura como já não se faz. Foi pena este género ter caído um pouco no esquecimentos, ou melhor, não oferecer muitos produtos de qualidade como este filme. Aliás, o último filme desta saga, Indiana Jones and the Kingdom of the Crystal Skull já sofre um bocado desta falta de qualidade.

Trinta anos depois, a fita que tem um Harrison Ford em grande forma, mantém intacto todo o seu charme. Um Harrison Ford que estava no seu auge, após ter participado como Han Solo em Star Wars, ficou um ícone mundial com este papel. Apesar de ter sido Han Solo e a estrela de Blade Runner, Indiana Jones é o papel que lhe é associado, como se fosse o seu alter-ego mais fascinante.

Steven Spielberg esteve por trás das câmaras e que bem que esteve! O seu contributo foi indispensável para ter tornado o filme numa aventura familiar, excitante, repleta de entretenimento, excelentes momentos de humor, paisagens lindíssimas e momentos memoráveis. Spielberg já não precisava muito de provar nada a ninguém, um vez que já tinha dado ao mundo Jaws e Close Encounters of the Third Kind, mas não se fez rogado e criou um produto que foi um sucesso tremendo por mérito próprio.

STEVEN SPIELBERG, JOHN WILLIAMS E HARRISON FORD EM GRANDE FORMA
John Williams tem que também ser mencionado, pois sem o seu contributo o filme poderia não ter tido metade do entusiasmo e emoção. Para além da faixa que ficou imortalizada por ficar associada ao nosso herói, conseguiu compor algo bastante épico e que potenciou alguns momentos da melhor forma.

Raiders of the Lost Ark é um excelente filme de aventura, que merece ter o seu nome inscrito no que de melhor se fez na década de 80. Aliás, no que de melhor se fez até hoje no género. Recomendadíssimo para fãs deste tipo de filmes e não só. Quem procura algo dentro do género de National Treasure, ou da saga The Mummy, certamente que não ficará desiludido.

Ah, saudades deste tipo de filmes!

.imdb .trailer

9/10

3 Comments

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s