Scream 4 (2011)

Foi em 1996 que Wes Craven  e Kevin Williamson criaram uma das personagens mais dementes dos filmes de terror. Para alguns terá, certamente, passado ao lado. Para outros, como eu terá, ficado na memória.

A realidade é que Scream tornou-se num verdadeiro fenómeno e, mais tarde ou mais cedo, a perspectica de lucrar com um franchise aparentemente esquecido, surgiria.

Scream 3, que não teve a mão dos responsáveis pelo conceito, já foi feito sem o rigor dos dois anteriores. No entanto no final do filme ficou assumido que seria o final de uma trilogia. Pois, não estivéssemos em Hollywood…

A sequela da sequela mais fraca do original deixava antever 3 possíveis cenários:

  • a próxima incursão do Ghostface seria marcante possibilitando um renascimento do franchise.
  • a próxima incursão do Ghostface seria apenas um buscar de lucro fácil, repetindo os mesmos conceitos dos filmes anteriores, sem arriscar ou inovar.
  • a próxima incursão do Ghostface seria o bater no fundo do poço de um culto que marcou a década dos anos 90.

Felizmente para os fãs e não só, Scream 4 tem mais do primeiro e do segundo cenário que do terrível terceiro.

Em primeiro lugar basta dizer que os responsáveis pelo original regressaram. Argumentista, realizador e elenco. O elenco sempre esteve envolvido, mas o que salta mais á vista é o regresso de Kevin Williamson e de Wes Craven.

Podem então esperar pelo mesmo humor negro que esteve presente nos dois primeiros filmes, e por muitas referências a clichés dos filmes do género. As marcas geniais do Kevin Williamson e do Wes Craven estão por todo o lado!

É sempre óptimo ver o regresso do trio maravilha – Neve Campbell como a eterna vítima Sidney Prescott, David Arquette como o tonto polícia Dewey e Courteney Cox como a incisiva repórter Gale Weathers – e sem eles o interesse teria sido bem menor. Todos são suficientemente competentes e a nostalgia é bem grande quando eles começam, mais uma vez, a investigar os homícidios que vão ocorrendo.

A incursão de gente jovem foi bem pensada e os actores escolhidos estiveram bem. Especialmente a Hayden Panettiere e a Emma Roberts.

Apesar de entreter muito bem, e de ser melhor que a grande maioria dos filmes de terror que vão surgindo nos cinema, Scream 4 sofre de um problema. A sensação de Deja vu é, por vezes, assustadora. Tirando isso, todos os ingredientes que fizeram deste franchise um sucesso estão lá.

Um destaque para o início e para o fim do filme, dois dos momentos que teriam que se destacar, e que já são marca especial da saga. Se bem que este final poderia ter sido ainda mais negro e isso teria sido bem original. Não vou dizer como deveria ter sido, mas posso adiantar que bastaria terem mantido uma certa personagem morta.

Kudos por terem feito uma sequela digna!

.imdb .trailer

7/10

1 Comentário

Deixe um Comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s