Reservoir Dogs (1992)

Quentin Tarantino é um gajo marado, mas é um dotado de uma irreverência cinematográfica simplesmente genial. Reservoir Dogs, a sua estreia por detrás das câmaras, é um filme que marca o início de uma assinatura específica. Marca o início dos diálogos geniais, das situações que vão subindo de intensidade até serem insuportáveis (no bom sentido), da violência em doses industriais e da originalidade de Tarantino.

O filme conta a história de um grupo de mafiosos contratados para roubarem diamantes, mas o que aparentava ser um trabalho sem sobressaltos, torna-se num grande problema. O assalto correu mal, e os mafiosos que sobrevivem á fuga da polícia juntam-se num armazém e quetionam-se se um deles não os denunciou. A partir daí 90% do filme passa-se num cenário, e isso nao importa, pois as situaçoes criadas são sempre interessantes. Os diálogos são brilhantes. Adorei a conversa acerca das gorjetas, do significado da canção Like a Virgin, quando o Mr. Pink reclama da sua cor,etc. Enfim, pura irreverência.

O elenco é de luxo: Tim Roth, Michael Madsen, Steve Buscemi, Harvey keitel e até Tarantino faz uma perninha dando, inclusive, uma das melhores frases no filme quando comenta a cor que o patrão lhe deu. Do elenco destaco a interpretação de Madsen que nos dá um Mr. Blonde absolutamente sádico e hilariante. A sua dança antes de regar o pobre polícia com gasolina é tão cómica que quase se torna inacreditável. Não é que os outros tenham actuado mal, porque não. Foram todos excelentes, mas Madsen conquistou-me!

Tinha algumas reservas quanto a este filme (nem sei bem porquê), mas no fim da sua visualização pensei em me penitenciar. Quem gostar de Tarantino, pode ficar descansado, pois é uma fita sua e só sua. O estilo dele está lá todo. Mas Reservoir Dogs merece ser visto por todos. Que estreia brilhante!

8/10

Respostas de 9 a “Reservoir Dogs (1992)”

  1. Já vi todos os do Tarantino… concordo, quando ele realiza algum filme deixa sempre a sanidade de lado e torna-se num excelente director.

    PULP FICTION, Kill Bill, Cães de Aluguél, Sacanas sem lei, Sin City (nem tanto, mas pronto, tb conta).

    Destaque para alguns actores como Tim Roth e outros que não me lembro o nome.

    Gostar

  2. […] ou pelo menos conseguiu manter-me sempre curioso acerca do desfecho final. É uma mistura de Reservoir Dogs com pinceladas de Cube e Saw e, apesar de não atingir a qualidade destes (principalmente do […]

    Gostar

  3. É mais uma obra-prima do mestre.
    Michael Madsen está brilhante.

    Eu estou mesmo é a precisar de o rever.

    Devias era ter dado 9/10 😉

    Abraço

    Gostar

  4. Realmente Ricardo,

    Se achavas isso e se só agora é que o conheceste, realmente tens mesmo de proceder a uma penitência! É grave uma reviewer cinematográfico como tu só agora ter descoberto tal obra! 😀

    Na minha opinião, não há muitos filmes melhores que este, por isso, acho o 8 pouco. Facilmente se dá um 9 em 10 a este filme!

    Abraço,
    Cláudio Novais

    Gostar

    • Houveram algumas partes que achei menos boas (não fracas que é diferente), daí o meu 8. A penitência irá ser concretizada algures um dia, Cláudio. 🙂

      Obrigado pelo comentáario.

      Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s