[Rec]2 (2009)

O primeiro [REC] foi, para mim, uma experiência intensa! Um filme que me apanhou de surpresa e que conquistou o público, vencendo, inclusive, o Fantasporto de 2008. Foi um pequeno fenómeno que conquistou o mercado com mérito. Possivelmente, já terão visto este filme na versão inglesa, Quarantine, mas vejam antes o original.

A sequela (que palavra esta, sequela!), voltou ao festival do norte 2 edições depois e, com ele, trouxe apenas desilusão. Desilusão é mesmo a palavra certa. James Balagueró e Paco Plaza realizaram um filme que, ás páginas tantas, se torna numa autêntica palhaçada!

Quer dizer, o primeiro era bom porque era um filme directo ao assunto e nunca dava explicações definitivas acerca do que se passava. Ciência? Religião? Ficámos na dúvida.

No segundo essas dúvidas são dissipadas, mas da maneira que menos gostei. Lá para o fim fica tudo uma salganhada de possessões demoníacas – em que tem que se encontrar a raiz do mal para, através do seu sangue, fazer-se um antídoto (mas existe antídoto para o mal?) – e de cenas em que só se vêm as coisas se tudo estiver ás escuras (!?).

A história das crianças também não me agradou nada e foi incluída só para encher chouriços. Agora, a presença da autora daquilo tudo, a Medeiros, continua a ser arrepiante. Absolutamente arrepiante!

Apesar de tudo, o filme, tecnicamente, é bom. A inclusão das multi-câmaras foi muito inteligente e dinamiza a acção. Os actores conseguem ser bastante credíveis e a música achei bem enquadrada.

O que falhou aqui, foi realmente o argumento e o rumo que o filme levou.

5/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

5 thoughts on “[Rec]2 (2009)”

  1. Só vi o primeiro REC e senti quase o mesmo que tu. Sim foi uma experiência interessante mas não tão perturbante como pensava (vi a versão espanhola), mas pronto, foi isso. Acho exagero investirem naquilo que foi inovação mas agora causa dores de cabeça…

    Abraço
    Cinema as my World

    Gostar

  2. Eu encaro-o de uma outra perspectiva. Não gosto assim tanto de [REC], que considero que dá mais primazia à estética que ao restante. Quanto a [REC]2 foi recebido efusivamente no Fantasporto, com uma sala cheia. E gostei mais que original, primeiro por terem sido inteligentes em não repetir o esquema inicial e se terem dedicado a um action flick, com laivos de comédia chunga. É divertido, cheio de acção e original. 3.5/5

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s