Filmes para o dia das bruxas!


Para quem deseja ver um filme adequado ao Halloween, que se comemora no dia 31 de Outubro, este vosso escriba decidiu compilar, e muito devido ao pedido do Cláudio num dos comentários que fez no blog, uma pequena lista com alguns filmes que, penso eu, são ideais para se verem na noite desse dia “maldito”.

A lista que se segue não segue nenhum padrão específico e, apesar da maioria deles não serem sobre o Halloween propriamente dito, penso que se enquadram bem no espírito dos fantasmas, almas penadas, mortos, sangue e terror!

Mwah ah ah ah ah!

Este filmes iniciais têm crítica aqui no 35mm, e por isso coloquei-os em destaque. No entanto, os restantes têm a mesma importância e são, também, excelentes escolhas.

Ora vamos lá então!

Rosemarys Baby

Rosemary’s Baby (1968)

A linha ténue que separa a realidade da fantasia, na cabeça de Rosemary (e na nossa), é muito bem explorada através do argumento e da realização de Polanski. Na verdade, ambas as opções podem ser credíveis. Tanto a opção da bruxaria e cultos satânicos, como a da paranóia da grávida. Eu inclino-me e para a primeira.


28 days later

28 Days Later (2002)

Não é que o filme seja algo de inovador, porque não o é. Trata-se de mais um filme de sobrevivência num cenário pós-apocalíptico. Só que tem um toque pessoal de Danny Boyle. E é um toque que, de certa forma, torna os acontecimentos bem mais interessantes.


The Others

The Others (2001)

O terror criado e o suspense, surgem derivado ao ambiente opressivo e claustrofóbico criado pelos planos filmados e pelo facto da acção se passar 90% do tempo na escuridão dos corredores e divisões da casa. Mas não só! O argumento é inteligente (avançando e tornando-se mais misterioso nos momentos certos) e, apesar da trama se desenrolar muito vagarosamente, nunca se torna cansativo nem aborrecido.


The Thing

The Thing (1982)

Os efeitos especiais, apesar dos 27 anos, são qualquer coisa de impressionante! Não há CGI nenhum, até porque nem poderia haver, e no entanto, temos cenas absolutamente horríveis. Tripas, sangue a litros, corpos deformados. Tudo feito e animado exemplarmente. E tudo muito gráfico! Excelente!


Carrie

Carrie (1976)

Carrie é um filme de terror baseado no livro homónimo de Stephen King e, a par de The Shining e de The Shawshank Redemption, uma das melhores adaptações ao cinema. Não atinge o brilhantismo dos 2 que referi, mas é um produto superior, que vale muito pela interpretação de Sissy Spacek e Piper Laurie e pelo grandioso final!


Rec

[REC] (2007)

A direcção é agil e inteligente, dando-nos sequências intensas e bem elaboradas, apoiadas num elenco de primeira linha. Não foram poucas as vezes que dava por mim a suster a respiração com tamanha adrenalina. O início pode ser um bocado parado, esitlo documentário, mas não se deixem enganar!


Scream

Scream (1996)

Para terem um noção da loucura que envolveu este filme, imaginem que Wes Craven (para além de fazer um cameo delicioso vestido á Freddy Krueger), disse que a actriz principal seria Drew Barrymore. No entanto a personagem que Drew interpreta morre nos primeiros 10 minutos de filme (num prólogo inicial fantástico, diga-se de passagem) Imagino a cara de surpresa de quem foi ao cinema…


The Blair Witch Project

The Blair Witch Project (1999)

O Projecto Blair Witch foi um filme extremamente original quando saiu. Ainda o é hoje. Apesar de haver no mercado algumas propostas que copiaram o estilo, esta fita mantém o seu charme de filme altamente perturbador. É a prova máxima que não é preciso milhões de dólares para criar algo de intrigante e aterrorizador. Vejam o filme e acreditem que depois, um passeio num qualquer bosque deste país, não mais será o mesmo.


Halloween

Halloween (1978)

Halloween é, sem dúvida, um expoente máximo do cinema de terror. Com 36 anos, mantém-se fresco, auspicioso e audaz. Tem talvez um bocadinho de exagero, especialmente no final, mas isso é subjetivo. É na sua “simplicidade” que mais brilha e que, a bem dizer, é uma lufada de ar fresco comparativamente à maioria dos filmes modernos, feitos para a malta com problemas de atenção.


The Descent

The Descent (2005)

A violência e o gore pode ser de difícil digestão para algumas pessoas. Mas podem ter a certeza que não se trata de um filme de terror para adolescentes. A realização soberba e claustrofóbica e a fotografia que aproveita inteligentemente o escuro e os seus efeitos, o argumento bem escrito e com grande ênfase nas personagens, assim como um final extremamente original tornam esta fita numa das melhores de 2005.


Trick R Treat

Trick R’ Treat (2009)

Este filme respira Halloween por todos os poros. É muito atmosférico e a cinematografia bastante bonita. E, as histórias, apesar de serem fantasiosas, tem um certo charme e conseguem ser bastante agradáveis. Depois, existe ali um lado muito comic book e a forma como as várias histórias se vão cruzando, dão um certo estatuto de destaque ao filme.


The House of the Devil

The House Of the Devil (2009)

Ti West, que escreveu, realizou e editou, espalhou na fita todo um ambiente típico dos anos 80. É que o filme respira essa época! Desde o estilo da realização, passando pelo guarda-roupa e acabando nos actores escolhidos. O realizador apostou firme na antecipação em detrimento do susto fácil. Por isso não esperem aqueles momentos em que alguém surge do nada, nem sustos fáceis, mas um crescendo de tensão.


The Babadook

The babadook (2014)

Uma boa surpresa, este filme. É um tipo de terror que me agrada particularmente. É mais por sugestão, como se andasse algo a caminhar pelas sombras da casa. Algo que nunca conseguimos ver na sua plenitude. Que nos vai consumindo por dentro. Consumindo cada vez mais. E isso é interessante, especialmente se for bem feito.


The Evil Dead

The Evil Dead (1981)

Não sei, é como se fosse um filme feito á pressa, com materiais rudimentares e sem noção do que queria verdadeiramente ser, mas que, por ser um projeto claramente pessoal, contém traços de genialidade, de desequilíbrio, de loucura, de experimentação e de uma irreverência muito própria.


Paranormal Activity

Paranormal Activity (2007)

Paranormal Activity tem os seus momentos, sim senhor, com o suspense, por vezes, a atingir níveis altíssimos. E tudo sem recorrer aos artíficios mais actuais, como sangue em quantidades industriais, sustos fáceis com sons repentinos,etc. Os actores são bastante credíveis e a filmagem “á-lá-blair-witch”, dá-lhe aquele toque realista que concerteza levará muita boa gente, a ter medo.


Drag Me To Hell

Drag Me To Hell (2009)

Drag Me To Hell, é uma fita bastante boa em termos técnicos e com alguns pormenores muito interessantes em termos argumentativos. Tem mais horror que terror, por isso preparem-se para esboçar algumas vezes um esgar de repulsa., mas tem ainda mais comédia. Mas uma comédia á Sam Raimi, que achei exagerada uma ou outra vez. 


Ocuus

Oculus (2013)

O elenco está muito bem nas suas interpretações e a cinematografia é muito interessante. Flanagan, possivelmente um nome a reter para o futuro do terror no cinema, conseguiu criar um filme tenso, uma tragédia familiar com fenómenos sobrenaturais e com um final emocionalmente devastador.


It Follows

It Follows (2014)

Excelente cinematografia e banda sonora. Um filme na linha de “The Babaddok”, onde o que conta é o terror psicológico, o suspense e a antecipação. Nada de gore e violência gratuita. O que mais me impressionou, foi a realização. Parecia que estava a ver um filme de Carpenter. Sempre cuidada, sem correrias e muito sugestiva e subtil.


Para filmes específicos, com ambiente de Halloween, podem dar uma espreitadela a esta Maratona Halloween 2014.

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

14 thoughts on “Filmes para o dia das bruxas!”

  1. Lista engraçada, nem de propósito acabei agora mesmo de rever o “Halloween”, é sem dúvida o melhor filme “slasher” de todos. Parabéns ao Carpenter por a grande realização.
    De resto falta-me ver 4 ou 5 filmes ai da tua lista, mas de modo geral são todos muito bons.

    Cumprimentos

    Gostar

  2. Agora quanto ao teu artigo, aqui fica a minha humilde opinião sobre os filmes que vi e que aqui tens:

    *Ju-On: sem dúvida um filme a ter em conta se se quer ter medo. Vi os filmes, se não me engano todos, os originais e os remakes americanos. É um filme que marca uma pessoa. Não mete só aquele medo momentâneo. Ainda agora me lembro daqueles sons horripilantes do filme. Só digo isto: pena eu já ter visto o filme, gostava de passar outra vez pelo mesmo. =D

    *28 Days later: Filme dos que mais prazer tive de ver. Sempre gostei de ver filmes de “quase do fim do mundo”, ou seja, de ver poucas pessoas contra uma infinidade de inimigos e tentarem sobreviver. Não gosto de filmes de zombies, mas sim de sobrevivência. Este filme é exactamente esse o tipo de filme que gosto, também recomendo, mas se calhar não tanto para este dia.

    *The Ring: há muito tempo que o vi, e na altura gostei também. É um filme que devemos ter no nosso currículo como amantes de cinema.

    *The Omen: Vi o Remake e esperava muito, mas mesmo, muito dele, por ser um dia tão especial (ano 6, mês 6 dia 6). No entanto, não achei nada de especial por causa das excelentes expectativas que o trailer tinha dado. Terei de ver o de 1976 que referes.

    *The Others: Não me lembro muito bem dele, mas sei que fiquei com bastante boa impressão dele!

    *REC: Gostei muito dos últimos 20% do filme. Até lá achei-o uma fita de blockbuster, ou seja, que estava ali apenas a encher chouriços. Mas vale a pena ver visto até ter ganho alguns prémios.

    *Blair witch foi um filme que o vi há uns bons anos e, a única impressão que tive foi o de não ter gostado. Mas agora também não me lembro ao certo sobre ele.

    *Exorcist: Vi mas não me lembro dele. lol

    Quanto aos outros filmes, não vi e adicionarei já à lista de filmes a ver. Espero muito deles, visto que os recomendas.

    Já agora existe um filme muito interessante para quem quer puxar o medo para cima no dia das bruxas, que é o The Stragers. Basicamente o que digo sobre o filme é isto: faz-nos ter medo de coisas que nunca mais acontecem. É engraçado esse sentimento, Estamos ali à espera de coisas inevitáveis mas elas nunca mais aparecem. Aqui fica o link:
    http://www.imdb.com/title/tt0482606/

    Abraço,
    Cláudio Novais

    Gostar

  3. Olá Ricardo,

    Muito obrigado por mandares um email tão pessoal para me avisar do teu artigo.

    Quanto ao Karmic, daqui a bocado vou fazer um super artigo sobre a instalação dele. Quanto à crítica, é boa ideia fazer e por isso meu agradecimento por isso. Sim, é boa ideia, porque normalmente não opino nos meus artigos.

    Entretanto, podes já ter uma pequeníssima ideia do que eu acho do karmic, através do meu twitter, em resposta a um leitor meu.

    Com os melhores cumprimentos,
    Cláudio Novais.

    Gostar

  4. Pensei num post semelhante, mas sou demasiado cobarde e teria poucos para postar😛
    Dos que referes, só vi um

    Abraço

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s