O marketing é um meio poderosíssimo de propaganda a qualquer coisa, e o cinema não foge à regra. São tantos os filmes desconhecidos por mim, filmes que nunca ouvi falar e filmes com uma qualidade fabulosa, por vezes. O sucesso de um filme deve-se, grande parte das vezes, ao marketing envolvido.

Recentemente, Twilight, filme banal, que recorre à temática dos vampiros, em que uma relação de amor é explorada entre uma mortal e um ser imortal, obteve um sucesso estrondoso. Uma das razões: marketing. Ontem vi um filme adulto, coerente, sensível e fascinante, com a mesma temática de Twilight, que o público em geral desconhecerá. Falo de Låt den rätte komma in, em português, Deixa-me entrar, que não teve o marketing de Twilight, mas que é em tudo, muito superior a este.

Låt den rätte komma in conta a história de Oskar, um adolescente de 12 anos frágil e tímido que sofre de bullying por parte de colegas seus na escola. Oskar conhece Eli, sua nova vizinha, que na primeira vez que vê o jovem lhe diz que não podem ser amigos. No entanto, ambos começam a perceber que tem muito em comum, seja Oskar por se sentir isolado dos seus colegas, seja Eli por não gostar da vida que leva. Ambos se ajudam e ambos desenvolvem uma bela amizade. No entanto, Eli esconde um terrível segredo: é vampira. Poderá esta amizade superar as adversidades?

A narrativa, algo semelhante, e como já foi dito, a Twilight, consegue ser superior em larga escala. Desde o desenvolvimento das suas personagens, do desempenho tão natural do elenco, da abordagem original á mitologia dos vampiros, passando pela cinematografia e terminando na aura que emana. Aura essa, que tem tanto de sensível e tocante – os momentos protagonizados pelo casal Oskar e Eli, são de uma grande ternura – como de assustador e misterioso. É acima de tudo a história de uma amizade que supera tudo e todos, contada de forma lenta mas ritmada e que não cai em facilitismos do género. Låt den rätte komma in é um belo produto. Do melhor que o cinema europeu tem para nos dar. Deixem entrar este filme na vossa vida, pois certamente não se irão arrepender.

9/10

5 thoughts on “Låt den rätte komma in (2008)

  1. Olá Ricardo,

    Depois de ler este teu artigo, fiquei com vontade de conhecer este filme. Por isso, eu muito obrigado pela partilha de algo que desconhecia.

    Já agora, desde que me adicionaste no Twitter, tenho estado a ler quase todo o teu blog e, sinceramente, estou a gostar, por isso os meus parabéns e continua assim!

    Abraço,
    Cláudio Novais

    Gostar

    1. Fico contente por te ter despertado curiosidade em ver a fita, Cláudio! Espero que não seja a única vez 🙂

      Obrigado pelas palavras. Também acompanho o ubuntued há uns meses e acho que fazes um trabalho fantástico na “promoção” ao excelente Ubuntu.

      Fica bem.

      Gostar

  2. De fato, desenvolvimento de personagens e um cuidado ímpar com a atmosfera são pontos fortes desse pequeno grande filme (se bem que nenhum grande filme é pequeno).

    TWILIGHT que se lasque…!

    Cumps.

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s