Gone Baby Gone (2007)

Gone Baby Gone

Everyone Wants The Truth… Until They Find It.

Gone Baby Gone marca a estreia de Ben Affleck, actor playboy de, por exemplo, Armageddon, como realizador. Obviamente que a minha desconfiança quanto à qualidade do produto era elevada. No entanto, como fiquei surpreendido! Que estreia auspiciosa teve Affleck por detrás da câmara!

Patrick Kenzie e Angie Gennaro são dois detectives privados que investigam desaparecimentos de pessoas em Boston. Não tendo os meios que a polícia possui, o ponto forte deste casal investigador reside no facto de conhecerem profundamente os bairros mais degradados da cidade e as pessoas que neles habitam. São então contratados por uma senhora que lhes pede que encontrem uma menina, a sua neta.

A premissa, apesar de batida, é desenvolvida com uma qualidade muito grande. Desde o monólogo inicial até ao espectacular final, somos brindados com um argumento de alto nível e com um Casey Affleck admirável. A sua performance é, quanto a mim, o melhor deste filme. Fiquei completamente pasmado com a força emprestada à personagem do filme. É preciso ressalvar que é deveras importante perceber a personalidade de Patrick Kenzie para no fim entender a sua decisão. Sublime vê-lo enfrentar toda a espécie de rufias com uma segurança e tenacidade admiráveis. Para além do Casey, temos um Ed Harris ao mais alto nível, um Morgan Freeman seguro e competente e uma Amy Ryan convincente, enquanto mãe da menina.

As questões morais, as decisões que temos de tomar ao longo da nossa vida e toda a complexidade do que é certo e errado são abordadas inteligentemente nesta fita. O final, quando todo o puzzle é encaixado num tabuleiro de questões morais profundamente humanas, é rematado com uma dúvida bipolar que certamente perdurará na mente do espectador. O que faríamos nós?

Ben Affleck dirige tudo com uma segurança que me surpreendeu bastante. Se é verdade que o argumento e o elenco só por si são de grande nível, Ben demonstrou enorme sagacidade nos flasbacks que introduziu, sem nunca se descuidar nem cair em grandes facilitismos. Se continuar assim, bem pode largar a carreira de actor, porque enquanto realizador parece ser, de longe, muito melhor.

Vista Pela Última Vez de Ben Affleck

9/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

5 thoughts on “Gone Baby Gone (2007)”

  1. Um filme absolutamente poderoso! Faz-nos pensar e duvidar da nossa própria opinião. Um dos melhores filmes que vi nestes últimos tempos, sem a mínima dúvida!

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s