The Cell (2000)

Catherine é a última esperança do FBI em descobrir o paradeiro de uma vítima de um terrível psicopata. Com tecnologia de ponta, a jovem entra na mente conturbada do assassino, esperando com isso obter a localização da jovem presa num sistema mortal totalmente automatizado. O tempo escasseia e Catherine tem que percorrer um circo de horrores.

Este filme de Tarsem Singh foi escrito por Mark Protosevich, o mesmo de Eu Sou a Lenda. E é, precisamente no argumento que A Cela mais falha. Pouco denso e com alguns buracos, pouco mais consegue que apenas satisfazer os menos exigentes. Já no capítulo visual esta fita prima pelo espanto que provoca. Chega por vezes a ser avassalador na forma como mostra certas situações. È nisso que mais brilha. O mundo perturbante da mente do assassino, Carl Stargher, é deveras distorcido e deveras marcante.

7/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

1 thought on “The Cell (2000)”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s