E se encontrasse um monstro/vilão do cinema na rua por volta da meia noite e com lua cheia? Que fazer? Fugir ou lutar? Fica aqui a primeira parte desses mesmos encontros que desejaria evitar a todo custo.

The Thing (1982)

Caraças como fiquei perturbado quando vi este filme pela primeira vez. Tinha uns 10, 11 anos e nunca tinha presenciado tamanho terror na miha vida. Certamente que detestaria ter de me cruzar com esta coisa.

Xenomorfo (1979)

Se tivesse um encontro com um xenomorfo, preferia uma morte rápida a servir de incubadora a um dos seus descendentes! Decididamente uma das criaturas mais fascinantes e assustadoras do cinema.

Predador (1987)

O predador tinha aquele ar cool de guerreiro. Quando tirou a máscara revelou-se um grande ugly motherfucker. A minha grande preocupação seria a sua opção de se auto-destruir, caso o enchesse de porrada num combate mano a mano.

Hannibal Lecter (1991)

Se calhar prezo demasiadamente o meu corpo para ter que servir de jantar a um canibal com um QI bastante alto.

Tremors (1989)

Podia subir para um carro ou um muro que os graboids não queriam saber. Onde estaria seguro? Esta toupeira gigante seria um adversário de respeito caso o encontrasse na rua. Teria que disparar todo um arsenal de armas e mesmo assim rezar bastante.

4 thoughts on “Encontros mortais (parte I)

  1. Hannibal Lecter rules!!!

    Posso dizer que se eu fosse um cabinal, gostaria de ser como este senhor. No entanto, prefiro manter-me pela sanidade:p

    Abraço

    Gostar

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s