Terminator 3: Rise of the Machines (2003)

Terminator 3

Passaram dez anos desde que John Connor (Nick Stahl) ajudou a evitar o Dia do Juízo Final e a salvar a humanidade da destruição. Agora vive à margem da sociedade, sem que haja registo da sua existência. Até que das sombras do futuro surge T-X (Kristanna Loken), a mais sofisticada e bela máquina mortífera de sempre da Skynet, com a missão de acabar com a vida de Connor. Agora a única esperança de sobrevivência de Connor é o Exterminador (Arnold Schwarzenegger)… Juntos têm de triunfar sobre a tecnologia superior de T-X e evitar a ameaça do Dia do Juízo Final ou enfrentar o apocalipse e a queda da civilização tal como a conhecemos.

E se pegássemos no exterminador implacável 2, fizéssemos uma cópia de muitas cenas, actualizássemos os efeitos especiais e incluíssemos uma rapariga jeitosa? O que teríamos? Pois foi precisamente isso que se fez. Não é que o filme seja muito mau, porque não o é. Tem cenas de acção bem feitas, como por exemplo a primeira perseguição a John Connor no camião guindaste, mas a saga merecia melhor. Arnold merecia uma despedida melhor. A sensação de deja-vu (cópia) é constante durante o filme. Desde as perseguições, falas, como o momento em que o exterminador chega e vai escolher a roupa. Por amor de Deus era escusado colar-se tanto á obra de James Cameron.

O argumento resume-se a uma perseguição do gato e do rato, tirando algumas achegas á história e um final que deixa em antever mais um filme (confirmado com o Salvation). Arnold continua a mostrar que é o exterminador certo. Apesar da idade e do fraco guião, a sua marca ficou impressa. O mesmo não digo de Kristanna Loken, que nos dá uma exterminadora de exterminadores fraca. Quer parecer tão robótica com a sua inexpressividade que acaba por parecer tudo muito forçado. Que saudades do T-1000! Pessoalmente não gostei do background dado a John Connor. Onde está o determinado rapaz do T2? Este parecia um qualquer ressacado, débil, atormentado, que só queria fugir ao seu futuro. Não gostei.

Em suma, este filme perante os dois anteriores assume-se como sendo o mais fraco. Não é digno do bom nome da saga. É mais do mesmo e não trouxe nada de novo ao mundo do exterminador. Não teria feito nenhum mal a este mundo que o filme nunca tivesse saído cá para fora. Perante isto, aconselho só mesmo a quem seja fanático pela série e, mesmo assim, que esse alguém fique preparado, pois vai ver uma cópia dos outros dois. Apetece-me dizer que um dos marcos da minha adolescência foi destruído assim de repente. Espero pelo continuação esperando que pior que este não será.

Exterminador Implacável 3 – Ascensão das Máquinas de Jonathan Mostow

trailer imdb

5/10

Autor: Ricardo JM Vieira

Tenho a mania das artes e acho que o sentido de humor é das melhores coisas inventadas pela humanidade. Eu, pelo menos, gostava de ter.

3 thoughts on “Terminator 3: Rise of the Machines (2003)”

Comentar

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s